Sobre Nós

Associação P.e M. A. Marques – Associação de Beneficiência Cultural e Cívica

Falecido a 27 de Abril de 2004, o Padre Manuel António Marques ainda está bem vivo na lembrança dos seus antigos paroquianos.

Por isso, 34 pessoas, a maioria pertencente às freguesias de que foi Pároco– Cordinhã, Ourentã e Pocariça – e também da freguesia de Cantanhede, constituiram uma Associação com o seu nome que, na esteira da acção que desenvolveu enquanto foi vivo, tem por objecto social a realização de acções e obras de beneficência, dinamização de acções culturais e acções de intervenção cívica.

Foi uma forma feliz de homenagear aquele sacerdote e de perpetuar a sua memória junto dos vindouros.

A escritura de constituição da Associação foi realizada no dia 9 de Junho de 2006, em Coimbra, no Cartório Notarial da Dr.ª Fátima Pessoa, cuja família e ela própria tiveram estreitas relações de amizade com o Senhor Padre Manuel António Marques.

Como primeiro outorgante na referida escritura figurou o Senhor Bispo da Diocese de Coimbra, D. Albino Cleto que se fez representar no acto pelo Senhor Cónego André Gaspar Freire. Outorgaram também a mesma, entre outros, alguns familiares do Senhor Padre Manuel António Marques.

O âmbito geográfico de acção da Associação ultrapassa a freguesia da Pocariça, onde a mesma tem a sua sede, à Rua de Santo António, nº8.

Podem ser associados indivíduos de ambos os sexos, maiores de 18 anos, e que sejam admitidos pela Direcção da Associação.

Os interessados podem manifestar a sua intenção e formular o seu pedido enviando-o para a sede da Associação ou contactando qualquer associado.

Contamos com a ajuda de todos para a sua dinamização, desenvolvimento e crescimento.

Missão

A Associação tem por fim ações e obras de beneficência, dinamização de ações culturais e de intervenção cívica.

O Senhor Padre Manuel com a sua humildade, altruísmo e espírito de serviço à comunidade foi o inspirador da criação desta Associação.

Na sua vida teve também uma intervenção cultural assinalável, como professor de várias gerações de jovens que passaram pelo antigo Colégio Infante de Sagres, como colaborador e Director do Jornal “Boa Nova”, durante mais de três décadas, e como autor de ensaios sobre a história e cultura das paróquias de Pocariça e Ourentã.

Depois da sua partida para o Pai, pretendeu-se, com a criação desta Associação, perpetuar a sua memória e seguir o exemplo que ele nos deixou. É missão da Associação, estar atenta às dificuldades dos que nos rodeiam e daqueles que, mesmo longe fisicamente, sofrem grandes carências, promovendo a entre-ajuda e a solidariedade para com os mais necessitados, pois a nossa felicidade aumenta na mesma medida em que fazemos felizes os outros.

A Associação também não pode descurar a vertente cultural e cívica que foi também uma das preocupações do nosso mentor.

A padroeira da nossa Associação é Nossa senhora da Conceição, que é também padroeira da nossa paróquia e padroeira de Portugal.

Vida e Obra

A Associação foi formada para perpetuar a memória do Padre Manuel Marques, um Homem justo e reto e um Sacerdote pleno.

O Padre Manuel nasceu no lugar de Outeiro de Vila Cã, concelho de Pombal, a 1 de Outubro de 1913.
Entrou para o Seminário de Coimbra a 8 de Janeiro de 1929, tendo recebido a Ordenação Sacerdotal a 9 de Junho de 1939.
Foi nomeado pároco das freguesias de Pocariça e de Ourentã a 10 de Julho do mesmo ano, permanecendo como pároco de Ourentã até Novembro de 2000 e de Pocariça até Outubro de 2003. Celebrou Missa Nova na Igreja da sua freguesia natal a 16 de Julho de 1939.
De 4 de Fevereiro de 1945 a Agosto do mesmo ano foi pároco de Murtede e de 1941 até 1989 foi pároco de Cordinhã durante cerca de 11 anos e por cinco ocasiões diferentes.
Em Outubro de 1942 foi nomeado professor de Religião e Moral no Colégio Infante Sagres, de Cantanhede, exercendo essa função até 1972.
Nesse ano foi nomeado professor dessa disciplina na Escola Secundária de Cantanhede, então acabada de criar. Deixou de exercer este múnus em 1982.
Em Janeiro de 1965 foi nomeado professor de Religião na Escola de Assistentes Sociais de Coimbra (Escola Normal Social).

O Padre Manuel António Marques marcou também indelevelmente a história do jornal Boa Nova ao qual esteve ligado desde Setembro de 1939 até finais de Abril de 2002 e do qual foi Diretor durante cerca de 20 anos.

É este ilustre e distinto Sacerdote, falecido a 27 de Abril de 2004, que esta Associação pretende perpetuar através da concretização de ações e a realização de iniciativas que honrem a sua memória.